terça-feira, 4 de novembro de 2014

Códex 632


Este só será o primeiro livro da colecção de José Rodrigues Dos Santos que vão aparecer por aqui. Sou fã dos livros dele, não me canso de os ler e sempre que tenho a oportunidade lá estou eu a desfolhar um deles e agora vou partilhar tudinho convosco.

Basicamente todos os livros seguem a mesma lógica, um capitulo de ficção e um baseado em factos reais que podem sempre aprender qualquer coisinha sobre os diversos temas. Confesso que é muito semelhante aos livros de Dan Brown, também este tem um protagonista que é sempre o maior, aqui Tomás Noronha, que é sempre chamado a decifrar os vários mistérios e enigmas com base nos seus conhecimentos de professor universitário de história. Também este parte da morte de uma personagem detentora de conhecimentos importantíssimos e só o protagonista é capaz de reconstruir todo o seu estudo e salvar toda a sua pesquisa com a preciosa ajuda de uma personagem feminina. No entanto, devo dizer que prefiro José Rodrigues Dos Santos e gostava de saber porquê que "O código da Vinci" é merecedor de um filme e qualquer outro livro de José Rodrigues Dos Santos não, hein?

Especificamente "O Codex 632" é um livro que custa aproximadamente 22,21€, publicado em 2005 pela Gadriva Publicações e tem 550 páginas. Todos os livros são gordinhos, mas lê-se super bem e acabam depressa, dás por ti várias vezes com a história "é só mais este capitulo" a querer perceber o que se vai passar, o que é aquilo e a criar as tuas próprias estratégias de resolução aos enigmas que vão aparecendo.

Baseasse em documentos históricos sobre os descobrimentos portugueses (será que são?) de Cristóvão Colombo e na verdade oculta sobre a sua identidade e o seu papel na descoberta da América. Quem gosta de história não pode perder este livro! Quem gosta de romance, não pode perder este livro! Quem gosta de mistério, enigmas, não pode perder este livro! O que mais me impressionou foi como ainda é tão actual na luta pela educação e a realidade de uma família portuguesa. 

E em volta e meia aprendes algumas coisinhas sobre os significados das flores. O que é que as flores têm a ver com os descobrimentos portugueses? Descobre em "O códex 631".

Claro que nem tudo são rosas, e o que torna mais interessante neste livro é a capacidade de realçar o protagonista, o maior, também é humano e como tal erra e fracassa, ao mesmo tempo que nos situa na vida pessoal dele. Se já conhecem alguns livros deste autor mais recentes, como é o meu caso, possivelmente vais ficar insatisfeita, visto que há uma evolução notável na sua escrita e este não é de tão fácil leitura como os anteriores (entenda-se mais recentes), mas não deixa tanto a desejar como estou a fazer crer.

De 1 a 10, dou um 8,2 pelo motivo que já mencionei.



Já leram este livro ou algum da colecção? 
Que acharam?

Sem comentários:

Enviar um comentário