sexta-feira, 12 de junho de 2015

Sabes o que andas a comer? Pipocas

As pipocas são injustiçadas, olhadas com maus olhos quando são um alimento 100% integral e natural sem manipulação humana. O milho é o cereal por excelência desde o tempo dos Maias, Incas e Aztecas e desde aí, é dos mais produzidos para consumo, só na América Latina produzem 5 tipos de milho: da pipoca, o duro, o dentado, o farináceo e o doce.

Ganhou má fama devido às gordurosas pipocas de microondas, essas sim desaconselhadas, e a todos os aditivos que lhe são adicionados: açúcar, manteiga e sal, todos eles inimigos de uma alimentação saudável e benéfica para o nosso organismo.

Vamos analisar as informações nutricionais das pipocas que retirei da internet.


Benefícios da Pipoca

Esta ninguém sabia, as pipocas ajudam na hora de controlar o peso devido ao alto teor de fibras que vai melhorar o funcionamento intestinal e aumentar a sensação de saciedade por mais tempo, prevenindo deste modo doenças do foro intestinal.

As pipocas reduzem o risco de doenças crónicas como a diabetes e doenças cardiovasculares devido a acção de polifenóis, que são antioxidantes que protegem as células do organismo contra doenças degenerativas e até alguns cancros. Ao mesmo tempo que previne o envelhecimento precoce, evita a anemia e melhora a absorção de nutrientes. Protege, ainda, a saúde ocular ao prevenir doenças como as cataratas e a degeneração muscular.

A presença de triglicerídeos controla os índices de colesterol, glicemia e retarda o esvaziamento gástrico.

Malefícios da Pipoca

As pipocas tradicionais até que não prejudicam muito a tua saúde, até é aconselhado comer diariamente cerca de 20g.

Mas as pipocas de microondas, essas sim, são o demónio. O milho destas pipocas é geneticamente modificado, têm muito sal e toxinas na embalagem. Estas toxinas são propicias ao desenvolvimento de bronquiolite e dificuldades respiratórias. Depois de perderem uma acção judicial, as marcas afirmam ter mudado o material da embalagem, mas pelo sim e pelo não... eu cá não arrisco.

Estas pipocas acumulam proteínas beta-amilóide que contribuem para o desenvolvimento de doenças como o Alzheimer.

Depois o óbvio, têm muitas calorias devido a tudo o que adicionamos para dar aquele sabor gostozinho que tem muita gordura prejudicial ao coração.

2 comentários:

  1. Adorei o post, achei super útil e interessante.
    Deixo aqui o link do meu blog para dares uma vista de olhos, http://umavidadelontra.blogspot.pt/
    Segui, beijinhos da Lontra <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana Teresa,

      Muito obrigada pelo comentário ;) e por seguires.
      Sê bem vinda.

      Vou espreitar

      Beijinhos

      Eliminar