sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Dizem por aí que se usa: Poncho

Quem ainda não tinha refletido sobre o assunto, está na hora de se mentalizar... O Outono chegou e a partir daqui as temperaturas vão estar sempre abaixar, até chegar aqueles dias com muita chuva, muito frio, que escurecem muito cedo, em que só estamos bem de pijama. Como não podes sair de casa de pijama (sim, eu não deixo) tens que arranjar alternativas para te manteres quentinha e com estilo. E é aqui que o poncho vem-te dar uma preciosa ajuda.


Mas, enquanto o frio vem e não vem podes já começar ir ao treinos e fazer conjugações com o teu poncho. Esta tendência importada da América do Sul, fica super bem conjugada com tecidos mais leves e roupas mais básicas como por exemplo saias, calções, leggings e vestidos... mas também te dá liberdade para usar outro tipo de tecidos mais invernais, ou por exemplo um casaco de ganga. Tem apenas atenção que quanto mais grosso o tecido, mais volume cria e como tal pode dar a impressão que és um pouco mais cheinha do que gostarias de transparecer... Se és muito magra, aproveita esta dica.

Os ponchos querem ser as estrelas e como tal dispensam muitos acessórios, eles criam o equilíbrio perfeito entre o formal e o informal... no entanto, se queres reforçar o seu ar mais hippie chique podes recorrer aos chapéus e gorros.


Os ponchos podem ser abertos os fechados. Se tens pouco peito, ombros estreitos os fechados só de enfiar pela cabeça são a escolha indicada para equilibrar o teu biótipo. Todavia, aposta numa parte inferior mais justinha. Se ele for muito comprido, então esta sugestão é mesmo de carácter obrigatório. No caso de seres baixinha, estes ponchos mais compridos não são opção para ti, prefere os que te dão pela altura do quadril e conjuga-o com salto alto, só para garantir que não desapareces.

Os abertos são a escolha indicada para quem tem muito peito, quem tem as ancas demasiado estreitas... escolhe um aberto, que as tape e que crie volume nesta zona como na ultima imagem. 

Em ambos os casos uma camisola mais simples, fina, como uma segunda pele é a escolha mais indicada, só para não acrescentar volume desnecessário.


As mais altas podem usar com tudo, saltos rasos, estampas gigantes... vale tudo, só não vale tirar olhos. A falar em estampas, o poncho é a peça ideal para alegrar um look mais básico, adicionando padrões, nestes usam-se os mais geométricos e étnicos. 

O cabelo é o acessório que pode dar aquele up ao poncho ou então transformá-lo completamente. Assim, se queres um look mais descontraído, casual, muito dia a dia escolhe tranças para salientar o ar hippie. Mas um cabelo ao natural é a escolha mais indicada.

Já tens o teu?
Que cor?

Sem comentários:

Enviar um comentário