terça-feira, 20 de outubro de 2015

O que ando a ver de novo por aqui #2

Já falei noutro post sobre o que ando a ver de novo, se nesse as séries ainda me suscitavam algumas dúvidas, as duas de hoje vieram para ficar... estou ren-di-da!

Em primeiro lugar, a que vi mais episódios, e entenda-se por mais episódios "menos que 5", porque não foi preciso mais que o primeiro para me convencer. Falo de BATES MOTEL nunca me atraiu, numa me chamou à atenção, mas vi uma recomendação num blog e decidi dar uma oportunidade. Não me arrependo.


Esta série aparentemente foi inspirada no filme psyco (não sei, nunca vi) e centraliza-se no Norman e Norma, filho e mãe que têm uma relação quase incestuosa. Depois do pai morrer, Norma decide comprar um motel e recomeçar a vida do 0 noutra cidade com o seu filho mais novo, mas coisas estranhas acontecem. 
Considerada um drama, triller e mistério estás cotada no IMDB por 8,1 e dura cerca de 45 minutos cada episódio. Gosto da influência psicológica que a série faz, quase lavagem cerebral e a maneira como cada episódio termina que te faz querer mais e mais e mais. Recomendo.

Outra série que me conquistou no primeiro episódio foi MINORITY REPORT que é um drama e de ficção cientifica tão recente, mas tão recente que nem pontuação no IMDB tem. Como acontece com a série anterior, também esta foi inspirada no filme que lhe dá nome de Tom Cruise.


O governo apostou num programa pré crime, com manipulações cerebrais em 3crianças, que previam o crime antes que acontecesse. Graças a este conseguiam prender antecipadamente os criminosos e assim poupar algumas vidas inocentes. 
O programa foi anulado e as crianças isoladas da população, até que crescem e um dos gémeos (que sem o outro tem a memória incompleta) com base nos seus flash ambiciona salvar as pessoas. Como não consegue associa-se a uma agente, com a  mesma ambição, e juntos dão inicio a uma aventura e série que promete.
Gostei da maneira como retratam o futuro, já que acontece em 2065, a modernidade, o desenvolvimento e tal como eu previa ainda a pouca aposta no capital humano, gosto da contextualização que fazem e como só vi o episódio piloto não posso adiantar muito mais.

Talvez num post futuro consiga desenvolver mais sobre estas séries as outras do primeiro post se continuar a ver.

Conheces estas séries?
Gostas?

Sem comentários:

Enviar um comentário