quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Salta uma rubrica como pipocas #17

Tenho conseguido manter esta rubrica semanalmente e por isso estou bastante orgulhosa de mim mesma, até porque confesso que tenho andado sem muito tempo. Com o tempo a esfriar eu adoro ficar debaixo de uma mantinha, na ronha a ver um bom filme... Como tenho andado mais cansada tenho preferido filmes mais levezinhos, mais solft... se bem que as escolhas caem sempre para os que mais requerem atenção e revelem mais potencial.

Mínimos


Duração: 91 min
Género:Animação, Comédia e Família

Cotação: 6,6 /10
Realização:Kyle Balda e Pierre Coffin
Escrito por: Bryan Lynch
Data de Estreia: 23 de Julho de 2015
Cotação Pessoal: 6/10
Este filme conta a história dos mínimos 42 anos antes de conhecerem o Gru. Os mínimos só queriam um chefe maléfico a quem seguir e obedecer, contudo, encontrar o chefe ideal nem sempre foi uma tarefa fácil, o que fez com os que mínimos passassem por grandes dificuldades mas também grandes aventuras que são agora retratadas.
É um filme engraçado mas que ficou muito aquém das minhas expectativas, desiludindo-me. Posso adiantar que tem alguns momentos de comédia, mas houve um subaproveitamento de oportunidades. Senti a falta de um enredo, os mínimos andam de um lado para o outro conforme a corrente e é feito tudo por puro acaso, não havendo lugar para um bom argumento.


The Visit


Duração: 94 min
Género:Comédia e Terror

Cotação: 6,9 /10
Realização:M. Night Shyamalan
Escrito por: M. Night Shyamalan
Data de Estreia: 10 de Setembro de 2015
Cotação Pessoal: 5,8/10

Depois de uma zanga bastante prolongada com a filha, os avós maternos de Becca e Tyler contactam a mãe para passar uma semana com eles. Decididos a dar descanso à mãe e oportunidades para que ela namore com o atual companheiro decidem aceitar conhecer os avós e documentar o momento com o intuito de conferir perdão à mãe.
Tudo corria bem até que anoitecia, coisas estranhas aconteciam naquela casa depois das 21h e 30 minutos. Ficas o filme todo sem perceber se estão possuídos, se são loucos, ou apenas são velhos normais que sofrem do agravamento acentuado das patologias da terceira idade.
Um filme gravado ao mais puro estilo de "Blair Witch Project", com bastantes oscilações da câmara, pouca musicalidade e com uma clara tentativa de conferir realismo ao que se ia passando. Não me convenceu muito, teve um desfecho interessante mas fora isso é um filme banal que desiludiu-me, nem o facto de o ter ido ver ao cinema o salvou. 
Contudo, aconselho a se não gostas de filmes de terror ou se tens medo porque as cenas de terror são muito poucas.

The Cleveland Abduction



Duração: 88 min
Género:Biografia, Crime e Drama

Cotação: 6,7 /10
Realização: Alex Kalymnions
Escrito por: Stephen Tolkin
Data de Estreia: 02 de maio de 2015
Cotação Pessoal: 7,2/10

Este filme retrata a história verídica de 3 jovens raptadas e mantidas em cativeiro por 11 anos pelo pai de umas das suas amigas. Violadas, maltratadas viveram enquanto "família" sem que ninguém desconfiasse do seu paradeiro. Uma verdadeira história de sobrevivência, esperança e coragem!

Este filme está muito bem escrito, argumentado, apesar de se basear no livro de Michelle e esta ser a grande protagonista, não descuidou em momento algum as restantes, mantendo o respeito pelo seu sofrimento e das suas famílias. O mesmo é assegurado nas cenas de sexo que foram sempre mantidas implicitas, onde apesar de perceberes o que está acontecer não choca o telespectador.

Um filme de qualidade muito bem realizado, um bom argumento, não se tornando saturante nem aborrecido, restringindo-se ao necessário para que conseguirmos perceber a história e o dilema das personagens. Em momento algum tenta embelezar a realidade nem desculpar ou tentar justificar os comportamentos do agressor, embora levante o véu para a componente psicológica perturbada dele. Aconselho.

Já conheces algum?
Qual é o teu preferido?

Sem comentários:

Enviar um comentário