quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Salta uma rubrica como pipocas #25

Eu ando eufórica com esta história dos Óscares, já há muito tempo que os nomeados não me suscitavam tanta curiosidade e vontade de ver todos os filmes de uma vez só. Por outro lado, tenho uma lista tão vasta de filmes que quero ver que ando numa roda viva que não sei como escolher.

Se estás como eu, então podes encontrar aqui algumas opiniões para que consigas priorizar a tua lista.

The Revenant: O Renascido


Duração: 156 min
Género: Drama, Aventura, Trailer
Cotação: 8,3/10
Realização: Alejandro González Iñárritu
Escrito por: Mark Smith e Alejandro González Iñárritu
Data de Estreia: 21 de Janeiro de 2016
Cotação Pessoal: 7,3/10

Em 1820 o caçador Hugh Glass é atacado por um urso e abandonado à mercê da morte pelos colegas e companheiros. Assim, sem qualquer hipótese de sobrevivência ele desafia-se a si e às probabilidades de sobrevivência para vingar a morte do seu filho, assassinado à frente do seu próprio nariz.
Tinha realmente muita curiosidade em ver este filme, dizem que desta o Óscar não escapa ao Leonard Dicaprio só ameaçado por Eddiemayne e realmente ele já merece. Neste filme foi desafiado a passar duas horas pelo impossível, pelo exagero da lei de murphy, pelo maior sofrimento humano, achei bem irrealista mas a verdade é que é baseado numa história verídica. 
A fotografia está bastante gira graças ao facto de ser filmado a contraluz e com efeitos em que a câmara se torna um elemento do próprio filme com sangue salpicado, a respiração, o que torna simultaneamente fake e inovador. Mas, se tivesse mesmo que escolher o ponto forte deste filme, escolhia os efeitos sonoros que conseguem envolver o telespectador. 
 Já pensavam que não ia referir o vilão da história, Tom Hardy? Não podia ser, ele vem dar todo um cunho mais interessante ao filme e apesar de ser bem mauinho eu não podia deixar de adorar.

The Intern


Duração: 121 min
Género: Comédia
Cotação: 7,2/10
Realização: Nancy Meyers
Escrito por: Nancy Meyers
Data de Estreia: 01 de Outubro de 2015
Cotação Pessoal: 7,0/10

Jules Ostin é a dedicada fundadora de uma empresa de moda e venda online que emprega mais de 220 funcionários. Sempre ocupada e sobrecarregada aceita integrar um programa de sensibilização da comunidade para o bem-estar da 3ª idade e dar inicio a um programa de estágios para séniores. Ben Whittaker um homem de 70 anos, desesperado para ocupar o seu tempo livre com qualidade, é escolhido e torna-se o estagiário pessoal da empreendedora fundadora.
Se o argumento principal é interessante, o enredo secundário não deixa nada a desejar sensibilizando para temas atuais como a desigualdade de género, o empreendorismo, a reforma, convívio intergeracional, parentalidade e sucesso profissional, sexo na 3ª idade e uma pincelada subtil de vários outras questões sociais que eu não podia deixar de adorar.
Não é uma comédia que vais morrer de rir, mas aposto que entre um assunto e outro vai-te deixar a pensar sem terapia de choque.

 
 007 Spectre


Duração: 148 min
Género: Comédia
Cotação: 7,0/10
Realização: Sam Mendes
Escrito por: John Logan, Neal Purvis
Data de Estreia: 05 de Novembro de 2015
Cotação Pessoal: 6,8/10

Já conhecem a essência do 007 e este não foge muito do argumento inicial, o James Bond é o maior, tem todas as mulheres a seus pés, anda a porrada e faz perseguições de carro como ninguém e no fim sai sempre bem. Neste filme ele conta com ajuda de Q e da agente Eve Moneypenny para descobrir o mistério que esconde um anel. Este por sua vez não esconde apenas a organização de Spectre mas uma viagem ao passado, o lado mais humano de Bond.
Não é que eu seja fã de 007, mas confesso que este adorei e não dei pelas 2 horas a passar. 


Já conheces estes filmes?
Concordas comigo?  

Sem comentários:

Enviar um comentário