sexta-feira, 11 de março de 2016

Livro: Más maneiras de sermos bons pais

"O futuro aceita pessoas imperfeitas

Moram, em cada criança, inúmeras histórias verdadeiras, sonhos e ideais. Moram vilões e magos. Moram personagens carinhosas e velhacas. E um ou outro viajante acidental que, de surpresa, lhes deu luz, ou alma ou vida. E episódios. Muitos que magoam. E alguns mágicos. É assim o mundo das crianças. Não é nem cor-de-rosa, nem áspero. Não é bucólico, nem apressado. É igual ao nosso.

Não é verdade que a infância seja o melhor dos mundos. Se a infância de todos os pais tivesse sido feliz talvez eles não precisassem de a idealizar. Simplesmente, porque sempre que somos felizes o melhor do mundo é o futuro.

Excerto
«É bom que as crianças mintam.
É bom que resistam à sopa e que resmunguem de manhã.
É bom que as crianças brinquem mais do que estudam.
É bom que as crianças desmanchem as coisas para as arrumarem, de seguida. E que sonhem acordadas.
E que tenham más maneiras para os pais.
Afinal, bons pais são aqueles que crescem com a ajuda das más maneiras dos filhos.»
Más Maneiras de Sermos Bons Pais de Eduardo Sá"



Sempre tive curiosidade em ler qualquer coisa de Eduardo Sá, quando vi que a Biblioteca Municipal de Penalva do Castelo tinha este livro e como ia exactamente ao encontro dos meus interesses profissionais não perdi a oportunidade de o ler.

Este livro lê-se muito bem, a fonte tem um tramanho adequado, um bom espaçamento, tornando-o de rápida leitura e pouco cansativo. Contudo, o vocabulário é pouco atractivo e motivante, as explicações são sempre muito superficiais e trouxe-me pouco de novo, o que até compreendo já que é para pais. Se houve 3 capítulos que me ensinaram alguma coisa foi muito, apenas retive que os bebés pensam.

Com muita pena minha não foi um livro que tenha especialmente gostado e fico decepcionada com este facto. 

Sem comentários:

Enviar um comentário