sexta-feira, 18 de março de 2016

Protege o teu intestino em 5 passos

Nunca pararam para reparar que a conversa vai dar sempre à ... se repararmos não é assim tão incomum (ou então sou eu que tenho amigos estranhos). Como tal, aqui no blog, a coisa não podia ser diferente e mais tarde ou mais cedo acabaria por vir à tona, principalmente eu que sofro bastante com o assunto. 
Só quem não vai, durante uma semana, nenhuma vez à casa de banho sabe o que é uma cólica a sério e como infelizmente eu sei procuro sempre ler sobre o assunto e hoje vim partilhar contigo algo o que li num blog (que já não me recordo qual).

A verdade é que todos os dias o nosso intestino processa os alimentos, tem a difícil tarefa de escolher o que deve absorver, o que deve eliminar porque não interessa nem ao menino jesus e com ajuda das bactérias e fibras formar as fezes. O problema acontece é quando existe um desequilibro na função intestinal ou na flora bacteriana intestinal que por sua vez provoca a temível flatulência, a distensão abdominal, o enfartamento, pele baça, espinhas, dores de cabeça, cansaço, colesterol... e não pára por aqui.

Assim, é importante que saibas:

  • Bom funcionamento é sinónimo de menos desejos alimentares, é o excesso de más bactérias na flora intestinal que pedem mais açúcar para que se possam desenvolver, engordando!
  • Estas más bactérias alimentam-se das fibras e produzem gases que por sua vez dão cólicas, flatulência excessiva e distensão abdominal.
  • Um intestino desequilibrado denuncia doenças como o Síndrome do Cólon Irritável, diarreia ou obstipação. Só uma flora bacteriana intestinal equilibrada controla a mobilidade intestinal e permite a passagem de nutrientes. Como tal não deve ser nem muito rápida, nem muito lenta.
  • Tomar probióticos como queijo fresco, iogurtes, miso, tofu... pode ajudar por colonizarem o intestino e reforçarem o nosso sistema imunitário, já que 70% deste se encontra no intestino.
Para eliminar estas bactérias más podes recorrer ao funcho, que como contém estragol (substância que detecta bactérias) vai identificar as que deve matar.

Sem comentários:

Enviar um comentário