quinta-feira, 21 de abril de 2016

Como escolher o ferro ideal

O ferro é daquelas coisas que nunca dei grande importância, desde que aquecesse e alisasse minimamente a roupa para mim estava óptimo. Foi preciso os meus avariarem (sim já foram 2) e ter que estudar o mercado deste pequeno electrodoméstico para perceber que a oferta é imensa e que a variedade de mercado nunca mais acaba e por perceber o quanto é fácil nos perdemos na sua escolha decidi fazer este post.

Para te ajudar e evitar que te desorientes como eu estava em vias de... venho partilhar pequenas atenções que deves ter em conta na hora de comprares o ferro ideal.

  • Base em cerâmica: Esta é mais resistente, mais difícil de riscar e é fácil de limpar quando necessário.
  • Variedade de vapor: O calor a seco alisa as peças e o vapor amacia, podes optar quais das vertentes queres usar de acordo com o tecido.
  • Poupança de energia: este além de proteger o ambiente ainda ajuda com o orçamento lá de casa,  escolhe para isso um ferro que se desligue automaticamente e que consequentemente previna acidentes.
  • Auto-limpeza/limpeza automática: Nada mais prático, já que a obstrução dos orifícios é a principal causa de danificação do aparelho.
  • Sistema gota a gota: Impede que a água vaze pelos orifícios do vapor...
  • Potência: quanto mais potente maior a potência da saída de vapor de vapor.
  • Peso: quanto mais pesado, maior probabilidade de dores de costas.
  • Tamanho do depósito: convém que não seja demasiado pequeno para que não tenhas  que estar sempre a encher e a perder tempo com isso.
  • Temperaturas: Quanto mais disponibilidade de temperaturas melhor, é importante que consigas adaptar a temperatura ao tecido que vais passar.
  • Spray: embora acredite que todos tenham esta funcionalidade, nunca é demais prestar atenção a este facto, para que consigas tirar os vincos da peça.
  • Cabo retráctil: Facilita a arrumação e utilização.
Já conhecias estas dicas?

Sem comentários:

Enviar um comentário