quinta-feira, 12 de maio de 2016

Novo vicio: Jessica Jones

Eu juro que tentei, tentei com todas as minhas forças resistir mas não consegui, não sei como aconteceu quando dei por mim lá estava eu agarrada ao comando a ver Jéssica Jones. Pensei para comigo "Não devias ter iniciado outra nova série mas pode ser que não gostes", gostei e só tivesse gostado estava bem na vida o problema é que viciei, apaixonei de um maneira surpreendente para quem não conhecia Jéssica Jones.

Aviso que não me responsabilizo pela existência de spoiller's, mas tenho que meter tudo cá para fora.


Sou fã da Marvel, adoro, adoro os super heróis que são bonzinhos, lutam pelo bem da humanidade e que são tão boas pessoas que até metem dó. Jéssica Jones é tudo menos a típica heroína, ela é uma alcoólica veterana, tem um lado negro e usa os seus poderes para seu beneficio ou de outrem independentemente se a causa é boa e vive assombrada pelos atos que cometeu sobre a influência de Kilgrave. Quando finalmente começa a soltar-se dos erros do passado, a viver enquanto detetive privada, apaixona-se por Luke e ressurge Kilgrave, fazendo com que torne a derrota deste último o seu projeto de vida.


Na BD a Jéssica Jones ganha os seus poderes após ter um acidente de carro com os seus pais contra um camião com produtos tóxicos, é a única que sobrevive após 3 meses de coma. Orfã rapidamente é adotada e descobre os seus poderes especiais, superforça, voo e resistência sobrehumana, tenta ser heroína com o nome Sáfira mas sem êxito, visto que é dominada pelo homem púrpura atacando os vingadores. Quando consegue sair do seu domínio casa-se com Luke Cage de quem tem um/a mulatinho/a de olhos claros... como sei isto tudo? Pois perdi tempo a pesquisar e se o fiz é porque estou realmente viciada nesta série.

Incrivelmente adoro a personagem Kilgrave e a evolução que vai sofrendo deste o intocável, invencível e misterioso controlador de mentes que consegue tudo o que quer até ao desorientado e apaixonado super-herói.


Sem comentários:

Enviar um comentário