sexta-feira, 6 de maio de 2016

Salta uma rubrica como pipocas #31

Eu não gosto de ver filmes antigos, sou quase a Rádio Comercial em questões cinegráfica apenas os "melhores filmes de 2000 adiante", não sei explicar mas basta ver uma permanentezinha que já começo a ter um tiquezinho nervoso no olho direito com um tremelique difícil de controlar. Se faço mal? Talvez, mas não sou infeliz enquanto me vou mantendo na ignorância. Se não sei o que perco? Não digo que não, mas também acho que não devo sofrer de bullying por uma questão de gosto pessoal... não sei é só um palpite.

Isto tudo porquê? Porque esta minha particularidade, chamemos-lhe assim, enerva de tal modo o homem cá de casa que chega-me acusar de ser preconceituosa... sim leram bem preconceituosa... e se há coisa que a minha pessoa não é, é preconceituosa, ora essa! E para lhe provar lá aceitei ver a trilogia do regresso ao futuro sobre a promessa que é a melhor coisa à face da terra. Ele que me perdoe mas continuo a achar que a melhor coisa à face da terra é comer.

Mas continuemos... Já que dediquei quase 380 minutos da minha vida à sua visualização acho que posso opinar.
 
Preparadas/os para uma viagem ao... passado?


Regresso ao Futuro I


Duração: 120 min
Género: Comédia, Aventura e Ficção Cientifica
Cotação: 8,5/10
Realização: Robert Zemeckis
Escrito por: Robert Zemeckis e Bob Gale
Data de Estreia: 19 de Dezembro de 1985
Cotação Pessoal: 6,9/10

Tudo acontece quando Dr. Emmett Brown cria uma máquina que quando atinge os 140 km/h consegue viajar no tempo. Contudo, tal proeza só foi conseguida através métodos pouco ortodoxos que coloca a sua vida em perigo e para o salvar Marty Mcfly viaja até 1955. Neste ano era suposto o seu pai conhecer a sua mãe e apaixonarem-se, só que a sua presença muda o rumo desta história e compromete a sua existência e da sua irmã no futuro... dando inicio a uma aventura para se salvar e tentar devolver o rumo natural dos acontecimentos.
A verdade é que a sua interferência refletiu-se no futuro, vá no seu presente e deixa as portas abertas para o segundo filme.


Regresso ao futuro II

 
Duração: 148 min
Género: Comédia, Aventura e Ficção Cientifica
Cotação: 7,8/10
Realização: Robert Zemeckis
Escrito por: Robert Zemeckis e Bob Gale
Data de Estreia: 22 de Dezembro de 1989
Cotação Pessoal: 6,7/10


Heee quando este filme estreou eu já contemplava o mundo com a minha existência, a partir deste ano o mundo ficou mais bonito mas desengana-te se achas que é devido a este filme. Na verdade senti-me enganada, mas espera aí que já te explico porquê.
Dr. Brown solicitou a intervenção de Marty para ir a 2015 salvar os seus filhos de escolhas duvidosas, neste ano já temos carros e skates voadores, ténis que apertam sozinhos e roupa do avesso... esta última já existia em plena praxe de 2008 por isso neste ano já teria passado de moda, os ténis até que existem mas está ao alcance de toda a gente? agora parvalhões até dizer chega... aí acertaram.
E adivinha? Uma má escolha sua influenciou o seu passado, quer dizer presente e teve grande impacto na história.


Regresso ao futuro III



Duração: 120 min
Género: Comédia, Western e Ficção Cientifica
Cotação: 7,4/10
Realização: Robert Zemeckis
Escrito por: Robert Zemeckis e Bob Gale
Data de Estreia: 06 de Agosto de 1990

Cotação Pessoal: 6,4/10

E para terminar a saga o Marty tem que a viajar a 1885 para salvar novamente o Dr. Brown de um fim prematuro. Sob ameaça constante tem que mudar o a escritura de uma campa que ditava o fim inevitável de um deles, quando estão em desvantagem.
É neste filme que a razão e o lado cientifico do Dr. Brown são desafiados pela irracionalidade do amor. Quem vencerá?
 
Não são os filmes mais maravilhosos do mundo, mas não tive vontade de cortar os pulsos por me obrigar a ver os 3. Tem um ou outro pormenor interessante, como a mãe o acordar nos 3,a influencia das nossas mais pequenas decisões pode provocar grandes diferenças na nossa vida.
Reconheço qualidade para a altura deles e só isso...

Já conheces?


Sem comentários:

Enviar um comentário