sexta-feira, 27 de maio de 2016

Séries que eu voltaria a ver

Já tresanda a fim de semana e os planos já são muitos e arrisco a adivinhar que nenhum passa por ficar em casa em frente do computador ou da televisão a ver uma série, adivinhei? Pois, mas pela previsão do tempo é sempre bom termos um plano B, não vai o diabo tecê-las.

Com o netflix temos sempre um leque de séries disponíveis para ver a qualquer momento, mas enquanto ando para a frente para trás, dá-me sempre aquela vontadinha incontrolável de rever algumas séries. Não sei o que passa, nunca fui menina de ver o que já vi antes, acho que o tempo é precioso demais para o desperdiçar a ver coisas repetidas quanto tenho tanta coisa nova para descobrir, mas... deve ser uma fase!

Assim, lembrei-me de falar (algumas novamente) delas por aqui, agora na óptima de um segundo olhar.

How i met you mother

Esta série de 9 temporadas, conta a história, em episódios de 20 minutos, de como o Ted conheceu a mãe dos dois filhos. A primeira vez que vi achei que o final ia ser como exactamente foi, mas confesso que num momento ou outro questionei-me sobre a viabilidade do mesmo.
Hoje a rever a série tenho a certeza absoluta que não podia ser doutra maneira, o final tinha que ser este, independentemente do que passaria e a verdade é que as pistas são tão evidentes, mas tão evidente que passam despercebidas a quem tem contacto com a série pela primeira vez.
Recomendo, acho que foi das minhas séries preferidas, rapidinha, divertida e com teorias com aplicabilidade e quase irrefutáveis sobre o comportamento humano.


Gossip Girl

Esta foi daqueles vícios que muitas vezes queria era chegar a casa para ver dois ou três episódios de rachada. Gossip Girl é um blog escrito em anonimato e que põe o mundo a par sobre a vida de um grupo de adolescentes ricos de Nova Iorque. Com 6 temporadas e episódios de 40 minutos são muitas as aventuras, com as quais não me identifico até, deste grupo que é acompanhado desde o ensino secundário até pós faculdade.
Esta série expõe o comportamento humano na seu versão mais nua e crua e como é importante mantermos fieis a nós próprios e os pés bem assentes no chão.


Spartacus

Este é daquelas séries que dispensam apresentações, Spartacus é tornado gladiador quando escravizado pelos romanos. Na esperança de um dia salvar a sua esposa alinha nos momentos de glória e arquitecta um plano de fuga e liberdade.
Não esperes homens lindos e maravilhosos, oleados em óleo Johson Baby para salientar aqueles abdominais bem trabalhados (estes sim existem) a tempo inteiro, mas podes ver o comportamento primitivo humano tratado como uma obra de arte. As cenas de luta/sangue não chocam e as de sexo são bem exibidas... agora que penso bem sobre o assunto, acho que só destas duas cenas.

Quais conhecer?
Quais queres conhecer?

2 comentários:

  1. Eu cheguei um bocadito tarde à febre do How I Met Your Mother. Quando comecei a ver regularmente ia talvez na sétima temporada. Claro que fiz maratona de tudo para trás e adorei a coisa. Entretanto consegui viciar um amigo, que atualmente é ainda mais louco pela série do que eu. E ao contrário de mim adorou o final.
    Em relação às outras nunca vi.

    Beijinho.
    Lilium
    O Meu Dolce Far Niente
    Facebook

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá =)

      Obrigada pelo teu comentário!
      Acho impossível não viciar, não conheço ninguém que veja e diga que não gostou... Acho que o final era bem previsível, embora tenham conseguido torná-lo surpreendente.

      Beijinhos

      Eliminar